Curso de alfabetização do programa Tempo de Aprender alcança mais de dois milhões de acessos

Curso de alfabetização do programa Tempo de Aprender alcança mais de dois milhões de acessos
Networking Social

Mais de 3,4 mil municípios já aderiram ao programa do MEC, o que representa quase 62% das cidades brasileiras

O curso on-line de formação continuada em práticas de alfabetização do Tempo de Aprender do Ministério da Educação (MEC) já registrou mais de dois milhões de acessos. De acordo com a Secretaria de Alfabetização (Sealf), até o momento, 205.115 pessoas já se inscreveram no curso. Mais de 3,4 mil municípios já aderiram ao programa, o que representa quase 62% das cidades brasileiras.

O secretário de Alfabetização do MEC, Carlos Nadalim, afirma que o alcance mostra a repercussão positiva do curso. “Esses números nos dizem muita coisa. Uma delas é que a Sealf acertou ao levar em consideração as evidências científicas na elaboração do curso. Além disso, percebemos que os educadores têm interesse em conteúdos extremamente práticos. E essa é apenas uma das 10 ações do Programa Tempo de Aprender”, disse.

O conteúdo do curso é voltado aos professores, coordenadores pedagógicos, diretores escolares e assistentes, mas também pode ser acessado gratuitamente por toda a sociedade, independentemente da adesão dos entes federativos. O material está disponível na plataforma Avamec, ambiente virtual de aprendizagem do ministério.

Com dedicação de aproximadamente 30 horas, o inscrito irá se aprofundar em diversos temas, conhecimento alfabético, fluência, vocabulário, compreensão e produção escrita.

O programa — Lançado em fevereiro deste ano e baseado na Política Nacional de Alfabetização (PNA), o Programa Tempo de Aprender é abrangente, cujo propósito é enfrentar as principais causas das deficiências referentes à alfabetização no país, levando em consideração políticas públicas exitosas nacionais e estrangeiras.

Destinado à pré-escola e ao 1º ano e 2º ano do ensino fundamental das redes públicas estaduais, municipais e distrital, o programa possui 10 ações, estruturadas em quatro eixos: formação continuada de profissionais da alfabetização; apoio pedagógico; aprimoramento das avaliações; e valorização dos profissionais.

Adesão — Para os entes federativos se beneficiarem de todas as ações do programa, é necessário realizar a adesão, por meio de formulário eletrônico. Até o momento, já aderiram à iniciativa 3.488 municípios, nove estados e o Distrito Federal.

O MEC prorrogou até dia 30 de junho, o prazo para estados e municípios aderirem ao Programa Tempo de Aprender. A previsão inicial era até o dia 30 de maio.

Para a elaboração das ações, a Sealf organizou intensos debates com acadêmicos, secretários municipais e estaduais, professores, diretores, coordenadores pedagógicos, membros do terceiro setor e da sociedade civil.

Deixe uma resposta