E quando o maior fabricante de luvas, tem a maior infecção de Covid

E quando o maior fabricante de luvas, tem a maior infecção de Covid

Maior fabricante de luvas descartáveis tem 2 mil infectados pela covid-19


A maior fabricante mundial de luvas descartáveis, a Top Glove, anunciou nesta semana que um surto de covid-19 dentro de suas unidades infectou 2 mil funcionários, além de obrigar o fechamento temporário de 16 das 41 fábricas localizadas na Malásia. Outras 12 unidades da Top Glove estão operando com capacidade reduzida. Às 15h, as ações da fabricante despencavam 7,48% após um período de forte alta.

De acordo com informações da Bloomberg, o ministro da Defesa da Malásia, Ismail Sabri Yaakob, afirmou hoje que as fábricas serão fechadas de forma gradual para permitir que os trabalhadores passem por triagens e quarentena.

Ele não especificou, entretanto, quando as fábricas começarão a ser fechadas. O anúncio da Top Glove segue um recorde de novas infecções na Malásia: ontem, o país registrou 1.884 novos casos, dos quais 1.067 podem ter origem no estado de Selangor, onde ficam dormitórios de trabalhadores da Top Glove.

Em comunicado para investidores divulgado hoje, a empresa afirmou que novas remessas podem atrasar de duas a quatro semanas.

Além disso, a paralisação deve resultar em uma queda de 3% nas vendas anuais da Top Glove. O fechamento das fábricas ocorre em um momento de otimismo em relação às vacinas contra o novo coronavírus, que começa a prejudicar a alta do setor de luvas e outros equipamentos de proteção.

Neste mês, segundo a Bloomberg, a Top Glove caiu 21%, reduzindo o aumento no acumulado do ano para 334%. Com fábricas espalhadas pela Malásia, Vietnã, China e Tailândia, a Top Glove tem mais de 21.000 funcionários que produzem 90 bilhões de luvas anualmente em 750 linhas de produção.

Compartilhe

Deixe uma resposta