Fábio Faria discute parceria com Elon Musk para conectar Amazônia por satélite

Fábio Faria com Elon Musk

Além do uso da tecnologia para preservação da floresta amazônica, o ministro também conversou com fundador da SpaceX, Tesla e Starlink sobre projetos de conectividade em escolas e unidades de saúde

Foto Fabio Faria com Elon Musk

O ministro das Comunicações (MCom), Fábio Faria, reuniu-se com o fundador da SpaceX, Tesla e Starlink, Elon Musk, nesta segunda-feira (15) em Austin, Texas (EUA), para discutir a parceria entre as empresas Starlink e SpaceX e o governo brasileiro. Em meio aos assuntos discutidos no encontro, estão uso da tecnologia para preservação da floresta amazônica, para monitoramento de desmatamentos e incêndios ilegais, além de projetos de conectividade para escolas e unidades de saúde em áreas rurais, comunidades indígenas e locais remotos.

Estamos trabalhando para fechar essa importante parceria entre o governo brasileiro e a empresa SpaceX. Queremos aliar a tecnologia desenvolvida por eles com o programa Wi-Fi Brasil do Ministério das Comunicações. O nosso objetivo é levar internet para área rurais e lugares remotos, além de ajudar no controle de incêndios e desmatamentos ilegais na floresta amazônica”, destacou o ministro. Para Faria os cerca de 4500 satélites, que orbitam em baixa altitude das empresas de Elon Musk, podem colaborar nesse monitoramento.

Para Elon Musk, levar internet para “as pessoas do Brasil que têm mais dificuldade de se conectar” é uma oportunidade a ser celebrada. “Estamos ansiosos para poder proporcionar conectividade para os menos conectados”, ressaltou o empresário norte-americano.

O encontro teve a presença da secretária-executiva do Ministério das Comunicações, Estella Dantas, e do secretário das Telecomunicações do MCom, Artur Coimbra.

AGENDA NOS EUA – A agenda de trabalho da missão técnica do MCom foi intensa, sendo que o ministro Fábio Faria se reuniu com investidores. E se encontrou com a CEO da empresa SpaceX, Gwynne Shotwell, na Califórnia.

CONECTIVIDADE

Compartilhe