Presidente reúne ministros para tratar de ações durante pandemia

Presidente reúne ministros para tratar de ações durante pandemia
Networking Social

“O que mais queremos é voltar à normalidade, e o País retornar ao caminho da prosperidade”, disse Bolsonaro

presidente da República, Jair Bolsonaro, comandou, nesta terça-feira (9), a 34ª Reunião do Conselho de Governo, no Palácio da Alvorada, para tratar das medidas adotadas pelo governo durante a pandemia do novo coronavírus. Ao abrir a reunião, o presidente lamentou as mortes provocadas pela doença no País e disse esperar que logo o Brasil possa retomar a normalidade. “O que mais queremos é voltar à normalidade, e o País retornar ao caminho da prosperidade”, disse Bolsonaro.

Aos ministros presentes, o presidente citou que o Governo Federal destinou recursos significativos a estados e municípios para o combate à Covid-19 e que também foram tomadas medidas para reduzir o impacto social.

Desde o começo o governo vinha dizendo que a vida em primeiro lugar, mas não poderíamos deixar muito distante a questão da empregabilidade no Brasil. Não temos o número exato ainda, mas foram milhões que perderam seus empregos formais”. Bolsonaro ainda citou um dado da Organização Internacional do Trabalho (OIT), segundo o qual, na América do Sul, os informais perderam 80% do seu poder aquisitivo. “Isso nos preocupa e muito”.

Bolsonaro destacou o pagamento do Auxílio Emergencial como uma medida importante para manter a renda durante a pandemia. Entre os beneficiados, estão trabalhadores informais, microempreendedores individuais e autônomos.

“Queremos pagar todos aqueles que fazem jus a esse Auxílio Emergencial. Sabemos que o recurso é pouco, mas para quem perdeu tudo, seiscentos reais ele sobrevive, passa por esse momento”, avaliou o presidente.

A declaração feita nesta segunda-feira (8) por uma representante da Organização Mundial de Saúde (OMS) de que a transmissão da Covid-19 por assintomáticos é rara foi citada por Bolsonaro.

“Foi noticiado ontem, também de forma não comprovada ainda, como nada é comprovado na questão do coronavírus, mas que a transmissão por parte de assintomáticos é praticamente zero. Isso vai dar muito debate e muitas lições serão tomadas. Com toda certeza isso pode sinalizar a uma abertura mais rápida do comércio e a extinção daquelas medidas restritivas adotadas, segundo decisão do Supremo Tribunal Federal, por governadores e prefeitos”, disse.

Periodicamente, o presidente reúne o alto escalão do governo na reunião do Conselho de Governo para avaliar as ações desenvolvidas e discutir as prioridades da agenda do Governo Federal. Algumas das medidas apresentadas pelos ministros durante o encontro desta terça-feira foram:

Deixe uma resposta